Final da Copa Libertadores 2019

Boletim informativo

Informação em português sobre a mudança de localização na forma de perguntas mais frequentes “FAQ”

A sede da final da Copa Libertadores , entre Flamengo e River Plate, dia 23 de novembro, mudou de Santiago para Lima por causa da insegurança no Chile.

Surgiram muitas dúvidas tanto para os torcedores que já tinham comprado ingressos quanto para os que se interessaram em comprar. Os bilhetes vão valer no Peru? Haverá nova carga para venda? Como fazer para trocar as passagens aéreas? O horário da partida foi alterado?

Para entender melhor como ficam essas e outras questões depois da mudança de sede, o GloboEsporte.com apresenta em forma de FAQs, tudo o que você precisa saber sobre a decisão da Libertadores no Peru, onde atualmente vivem cerca de 3.500 brasileiros:

Data e hora da partida

O confronto entre Flamengo e River Plate foi mantido no dia 23 de novembro. Mas o pontapé inicial foi antecipado. Vai ser 30 minutos mais cedo em relação ao horário de Brasília: de 17h30 para 17h. Como o fuso do Peru é de duas horas antes do Chile e das capitais do Brasil e da Argentina, a partida começa às 15h de Lima. Quem vai para Lima deve ficar atento a esse detalhe.

Algumas companhias aéreas já se manifestaram publicamente que vão facilitar a troca sem custos ou estorno de passagens para os clientes que já haviam comprado para Santiago.

Qual é o estádio?

O palco escolhido para a final é o Monumental. O estádio do Club Universitario tem capacidade maior. Em vez dos 47 mil do Estádio Nacional de Santiago, a expectativa é de que o novo local possa receber cerca de 59 mil pagantes, de acordo com o administrador local , embora a capacidade total divulgada do estádio seja de 80 mil.

O tamanho do Monumental foi um fator importante para a decisão pela capital peruana.

Estádio Monumental de Lima, palco da final da Libertadores 2019 — Foto: Reprodução/Instagram

Estádio Monumental de Lima, palco da final da Libertadores 2019 — Foto: Reprodução/Instagram

E os ingressos?

Todos que compraram ingressos para o jogo em Santiago terão os valores devolvidos. Dessa forma, não haverá transferência automática de entradas de Santiago para Lima. Quem tinha bilhete emitido terá prioridade para a aquisição de outro. Depois do estorno pela forma de pagamento feita anteriormente, vai receber uma senha que valerá por 72 horas, em esquema de comercialização semelhante ao feito quando o confronto estava marcado para o Chile.

Como a capacidade do estádio em Lima é maior, uma carga de bilhetes maior será vendida em comparação com Santiago.

Painéis eletrônicos na sede da Conmebol, em Luque, Paraguai, mostram contagens regressivas para as finals das Copas Sul-Americana, Libertadores e América — Foto: REUTERS/Jorge Adorno

Painéis eletrônicos na sede da Conmebol, em Luque, Paraguai, mostram contagens regressivas para as finals das Copas Sul-Americana, Libertadores e América — Foto: REUTERS/Jorge Adorno

Por que Lima e não Assunção?

A escolha da Conmebol e clubes pela capital peruana em detrimento da cidade paraguaia se deu porque não queriam que Assunção fosse sede da final da Copa Sul-Americana, neste sábado, e também da Libertadores. A ideia de um mesmo lugar recebendo as duas decisões continentais não agradava aos diretores da entidade. Além disso, Lima fica praticamente na mesma distância do Rio de Janeiro e de Buenos Aires, cidades de Flamengo e River Plate.

Reunião na Conmebol contou com a presença de Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, e Rogério Caboclo, presidente da CBF, segundo e terceiro a partir da esquerda — Foto: REUTERS/Jorge Adorno

Reunião na Conmebol contou com a presença de Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, e Rogério Caboclo, presidente da CBF, segundo e terceiro a partir da esquerda — Foto: REUTERS/Jorge Adorno

A logística do Flamengo será muito modificada?

O planejamento para Santiago já estava todo montado, após a ida de um funcionário do clube para avaliar instalações de treino, hospedagem, etc. Para Lima, o departamento de futebol trabalha para fechar os ajustes, mas a tendência é de que a delegação rubro-negra vá em voo fretado e desembarque no Peru na quarta-feira, dia 20 de novembro, para atender o protocolo da Conmebol. O local de treinos ainda não está definido.

A programação original prevê que, após o jogo contra o Grêmio, em Porto Alegre, dia 17, os jogadores retornam ao Rio de Janeiro.

Há risco de manifestações também em Lima?

Existe o risco, embora em escala muito menor se comparado com o no Chile, já que o Peru vive um clima político e social bem mais calmo. O duelo Flamengo x River Plate, no entanto, vai dividir espaço em Lima com três eventos que devem movimentar mais ainda as ruas da cidade: um festival de rock, um show de salsa e uma corrida noturna. Todos a cerca de 20 quilômetros do Estádio Monumental.

É necessário visto para viajar? E vacina da febre amarela?

Os brasileiros não precisam de visto para entrar no Peru, que é associado ao Mercosul. Desta forma, é possível que o brasileiros entrem com seu documento de identidade nacional. É necessário, no entanto, que o RG esteja em bom estado de conservação e com foto que permita identificar claramente o titular.

Não existem vacinas obrigatórias para entrar no país vizinho, de acordo com o Portal Consular, do Ministério das Relações Exteriores. A vacina contra a febre amarela, no entanto, é recomendável caso o visitante vá se afastar dos centros urbanos, como, por exemplo, a região amazônica. Os hospitais públicos não oferecem atendimento gratuito a estrangeiros. As autoridades orientam a contratação de um seguro saúde que cubra eventuais despesas médicas durante a estada no país.

Estádio Monumental de Lima, Peru — Foto: Daniel Apuy/Getty Images

Estádio Monumental de Lima, Peru — Foto: Daniel Apuy/Getty Images

É possível ir de ônibus do Brasil para Lima?

Sim, mas é preciso muita paciência. A rota do Rio de Janeiro, por exemplo, até a capital peruana é considerada a linha mais longa do mundo, com 6.035 quilômetros de distância. O trajeto, que leva cinco dias, é feito pela empresa peruana Ormeño e sai da rodoviária Novo Rio às quartas e sábados.

A capital brasileira mais próxima a Lima é Rio Branco, no Acre. Por rodovias, a distância é de cerca de 2.347 quilômetros.

Qual é a moeda local? Qual a taxa de câmbio com o Real?

A moeda oficial peruana é o “Nuevo Sol”. Existem notas de 10, 20, 50, 100 e 200 soles, e moedas de 1, 2, 5, 10, 20 e 50 centavos de soles. É possível fazer câmbio de moeda estrangeira em bancos e casas de câmbio. Na cotação desta quarta-feira, dia 6 de novembro, cada Novo Sol vale R$ 1,20.

Os jogadores terão problema com a altitude?

Não. Lima fica na costa do Oceano Pacífico, ao nível do mar. O ponto mais alto da cidade é o “Cerro San Cristóbal”, de 400m.

Embaixada brasileira em Lima

Fica situada na Avenida José Pardo, número 850, bairro Miraflores, o mais turístico da cidade. Existe um número telefônico específico para atender brasileiros em caso de emergência: +511-985-039-263.

Fonte: Globo Esporte